Ícone com o símbolo de libras Lê-se: Acessível em VLibras
Created with Sketch. Created with Sketch. Right Icon Created with Sketch. Right Icon Created with Sketch. Created with Sketch. Created with Sketch.
Created with Sketch. Created with Sketch.
Ícone de expandir slides Created with Sketch. Created with Sketch. Created with Sketch. Created with Sketch. Created with Sketch. Created with Sketch.

Segundo a pesquisa “Digital 2023: Global Overview Report”, feita pela DataReportal em 45 países, o Brasil é o 2º país com mais pessoas em frente a uma tela. Foi descoberto que passamos cerca de nove horas do dia em usando telas, seja computador, smartphone, tablet etc.

Agora, também existe o fenômeno de usarmos mais de uma tela ao mesmo tempo, é o que chamamos de multi-device. Apesar de facilitar nosso dia a dia, o uso constante de tantas telas também pode trazer seus problemas.

Então continue lendo para saber mais sobre o uso de múltiplas telas.

Índice

O que é multi-device?

Estamos cada vez mais conectados à internet, seja para trabalhar, estudar e socializar. Aliás, desde a pandemia passamos a consumir um volume maior de conteúdo online e a falar com as pessoas por meio de videoconferências. Ou seja, mais tempo olhando para as telas.

O fato de fazer tudo isso online acaba nos fazendo usar diferentes dispositivos para tornar a experiência mais agradável. Por exemplo: é interessante usar o celular para entrar nas redes sociais, mas fica melhor ver conteúdos de streaming pelo computador ou TV.

Já a leitura de livros costuma ser mais proveitosa pelo tablets ou outros dispositivos semelhantes.

Isso é multi-device.

Imagem de uma mulher usando o smartphone com uma expressão apreensiva.

Por que ser multi-device?

A resposta é simples: para ter uma experiência melhor em cada atividade que fazemos. Ler um livro pelo celular, por exemplo, pode não ser a melhor ideia. Além de ter uma tela menor, a luminosidade pode atrapalhar. Daí a importância de ajustar a escolha dos equipamentos.

Celular

Como reúne uma série de funcionalidades, o smartphone passou a ser um faz-tudo em nossas vidas. Com ele a gente pode tirar fotos, jogar, mandar arquivos, ler notícias, conversar por vídeo, organizar nossas agendas, realizar transações bancárias e ver diferentes conteúdos. Tudo na palma da mão.

Tablet

Com uso mais comum por crianças e pessoas mais velhas, devido ao tamanho da tela, o tablet deixa mais fácil realizar atividades como ler, ver séries, filmes e jogar. A tela touch também deixa mais prático acessar e usar aplicativos no seu tablet.

Computadores

Os notebooks são os mais recomendados para trabalhar e estudar, devido ao tamanho da tela e também por contarem com um teclado que facilita na hora de digitar. O bom é que é possível utilizá-los também nas horas de diversão, já que possuem ter telas maiores para assistir ou jogar. 

TV

As Smart TVs trouxeram a possibilidade de ver conteúdos disponíveis na internet, especialmente os streamings, em uma tela grande. E o uso da TV como entretenimento aumentou ainda mais durante a pandemia, contribuindo para o tempo que passamos em frente a uma tela.

Conheça alguns aparelhos para você usar e ser multidevices

Como otimizar o uso das telas?

Dá para aproveitar o melhor de cada dispositivo, sabia? É isso o que te contamos a seguir.

  • Luminosidade: a maior parte dos dispositivos permite ajustar a luminosidade da tela. Fique de olho nisso. Luz em excesso pode prejudicar os olhos.
  • Telas maiores: quando há muita informação no conteúdo, como filmes com legendas ou livros, dê preferência a telas maiores. É melhor não forçar a leitura, o que pode ser prejudicial à saúde.
  • Espelhar o celular na TV: é uma boa ideia para ter uma experiência mais completa, principalmente em se tratando de séries ou filmes. Aí, você vai precisar de um dispositivo específico, como Chromecast ou Vivo Play Stick.
  • Dois em um: notebooks com touch screen são boas opções se você está na dúvida entre computadores e tablets. Aproveite essa versatilidade!
  • Equilíbrio é tudo: é importante ter momentos offline para se desconectar de tudo por alguns minutos e simplesmente descansar. Esses respiros são fundamentais para a saúde mental.

Descomplicando a tecnologia

Saiba como transformar sua TV em Smart

Quais os problemas de usar as telas por muito tempo?

A tecnologia é excelente, e não podemos negar. Porém é importante que você use com moderação, para evitar problemas futuros.

Um estudo feito pela Universidade Federal de Minas Gerais, a UFMG, apontou que o uso excessivo de telas pode piorar a saúde mental das pessoas, independentemente da idade.

Foram detectados sintomas de estresse, depressão e ansiedade em quem utiliza os aparelhos como celular e computador com muita frequência. Isso piora ainda mais dependendo do conteúdo que é consumido, por exemplo, meninas possuem sintomas mais fortes ao usarem muito as redes sociais devido ao padrão de beleza e de vidas irreais apresentados.

Além disso, outro problema ainda são os físicos, como dores nas mãos, punhos, dedos, cotovelo e ombro pelos movimentos repetitivos e até por segurar o celular. Vista cansada e dores de cabeça são comuns pela tensão e luminosidade por olhar tanto tempo e ficar parado em uma única posição.

Aliás, sabe quando você usa o celular e abaixa a cabeça para ver melhor? Essa postura aumenta em até 30 kg o peso exercido sobre a coluna cervical, segundo o Instituo Nacional de Ortopedia e Traumatologia. Então, a má postura ao usar esses dispositivos por tanto tempo também tem impacto na sua coluna. 

Quais os problemas do uso de telas para as crianças?

Hoje, as crianças nascem rodeadas por telas: TVs, smartphones, computadores, tablets, videogames e mais. Tudo isso tem consequências no bem-estar físico e psicológico das crianças, dependendo do que e por quanto tempo elas os usam.

O próprio Idec (Instituto de Defesa de Consumidores), inclusive, relacionou 11 dicas de como ajudar as crianças a terem um relacionamento saudável com as telas.

A Vivo também se juntou à essa causa, e desenvolveu a plataforma Geração Vegas, junto com uma especialista em comportamento infantil e adolescente, focada em ajudar pais a lidarem com crianças que jogam por muito tempo e o que isso pode causar, como vício, ansiedade e depressão.

Um dos problemas com grande destaque é o gasto que as crianças fazem em jogos online, como videogames e os para celular, que podem incentivar ao consumo de itens pagos dentro do próprio jogo.

Duas crianças, uma menina e um menino, concentrados jogando jogos no celular

Muitas telas pedem por ela: internet de qualidade

Independentemente do dispositivo, se a internet disponível for ruim, certamente a experiência não será a mesma. Imagine ver um filme que trava a cada minuto. Não dá, né? Por isso, é importante contratar um plano que permita realizar todas as atividades tranquilamente, sem interrupções.

Os planos de internet banda larga Vivo Fibra, por exemplo, são a estabilidade que você precisa para curtir conteúdos especiais, falar com os amigos, estudar ou trabalhar.

A Vivo ainda conta com outras facilidades, como o app Smart Wi-Fi. Com ele, você pode: 

  • Mudar a senha do seu Wi-Fi;
  • Gerenciar os dispositivos conectados;
  • Fazer o teste de velocidade da sua rede;
  • Escolher quais dispositivos rodam em cada banda;
  • Excluir dispositivos que você não reconhece e estejam usando a sua internet.

Estamos muito tempo em frente às telas, seja para trabalhar, estudar, ver conteúdos ou conversar com amigos e família. A tendência é que esse uso mais intenso dos dispositivos se mantenha, afinal, é um hábito que já faz parte das nossas vidas.

Por isso, é importante usar a tela certa para cada atividade (a escolha depende de diversos fatores, como tamanho, luminosidade e facilidade de uso); além de usar com sabedoria e moderação. Dessa forma, você não prejudica a saúde e ainda tem uma experiência mais completa e satisfatória.

Lembre-se de que na Loja da Vivo há opções de dispositivos para todos os momentos do dia!

Até a próxima.

Leia também:

Escolha sua cidade